[Infográfico] O perfil do estudante brasileiro

A Navegg analisou seu conhecimento de mais de 400 milhões de internautas para traçar o perfil do estudante brasileiro.

navegg-infografico-o-perfil-do-estudante-brasileiro

Início de ano é o momento que coincide com a volta às aulas. Sejam nas escolas ou nas universidades. Seja virtual ou presencialmente. Sejam vestibulandos, calouros ou veteranos. Seja qual for o perfil do estudante brasileiro. Fato é que muitos estão retornando à rotina educacional neste período.

 

Como todos os segmentos, o perfil do estudante brasileiro é de pessoas conectadas. Segundo dados do IBGE, 93,4% dos estudantes da rede privada de ensino possuem um celular contra 66,8% dos estudantes da rede pública – que representam 74,3% dos estudantes brasileiros. Além disso, os dados mostram que quanto mais anos de estudo um indivíduo possui, maior a probabilidade de ter o aparelho. Para aqueles que têm de 1 a 3 anos de estudo, 51,5% têm celular. No caso dos que têm de 4 a 7 anos, são 71,1% e de 11 a 14 anos são 93,6%. Já daqueles que estão estudando ou estudaram por 15 anos ou mais, 96,8% possuem celular.

 

A Navegg conhece mais de 400 milhões de internautas no mundo todo. Esse conhecimento permite traçar o perfil de comportamento de alguns grupos e usar esta informação para gerar insights e tomar decisões. Além disso, os dados ficam disponíveis para diversos tipos de ações de marketing: mídia programática, personalização de sites/ vitrines/ campanhas, lookalike, retargeting e muito mais.

 

A Navegg observou toda a sua base de conhecimento sobre o internauta, filtrou apenas aquilo que dizia respeito aos estudantes brasileiros e reuniu toda essa informação no infográfico sobre perfil do estudante brasileiro. Dessa forma, no âmbito sociodemográfico, descobriu-se que a maioria são mulheres (64%), têm entre 35 e 59 anos (38%), são casados (68%), pertencem à classe A/B (71%) e possuem graduação (59%). Quando não estão estudando, os principais temas de interesse dos estudantes brasileiros são estética, festas e esportes radicais.


Em relação aos estudos, os estudantes buscam temas como Ambientes virtuais de educação, Educação infantil, Pronatec, Cursos Online, Enem, vestibular, faculdades e universidades. O que mostra uma tendência da educação para se adaptar ao ambiente online. Além disso, quando o tema são cursos, os mais buscados são aqueles relacionados a concursos públicos.

 

Assim como os viajantes brasileiros, a maioria dos estudantes pertence ao cluster vencedores (31%) do Navegg EveryOne, seguidos pelos transformadores (22%) e pelos seguidores (16%). Ou seja, a maioria dos estudantes valorizam a exclusividade e tendem a pagar mais por isso, mas são os que mais analisam as variáveis que definem o custo-benefício daquilo que desejam adquirir. Qualidade, inovação e, principalmente, exclusividade, podem ter maior peso no momento da decisão e dificilmente são impedidos quando o motivo é apenas financeiro. Movidos pela razão, não costumam ser induzidos a fazer algo que não acreditam.

 

Quando o tema é perfil de consumo dentro da indústria de Carreira e Educação, observamos que a maioria está no cluster EAD (53%). Ou seja, Pessoas que buscam por praticidade e especialização em temas específicos pois desejam aprimorar seu conhecimento ou mudar de carreira. Trabalham muito e a possibilidade de fazer o curso online somada à facilidade de parcelamento é um grande atrativo.

Confira o infográfico completo abaixo e saiba mais sobre os estudantes brasileiros.

 

Quer ter informações como estas sobre os internautas do seu site? Comece com a solução gratuita.

 

 

Leia também

A solução da Navegg para fraude na publicidade online

Frente a uma necessidade de proteger empresas da fraude na publicidade online, que pode chegar a US$ 50 bilhões, a Navegg criou o VHT.

Como usar dados de forma inteligente nas ações de marketing

Usar dados de forma inteligente é o objetivo de muitas empresas. Listamos 6 dicas para realizar esta ação.

DMP serve para empresas B2B?

A plataforma DMP é ideal para todos os tipos de empresas, sejam elas B2C ou B2B.