Conhecendo os dados Navegg

Observados, inferidos ou comportamentais, os dados Navegg ajudam empresas de todos os tipos e portes a segmentar suas ações e conhecer sua audiência.

navegg-dados-post-2018

O core da Navegg é conhecer o internauta. Eles são classificados em mais de 1.400 segmentos. Entre essas classificações, estão dados demográficos, intenção de compra, uso de tecnologias e outros. As informações que a Navegg consegue obter sobre o internauta – os dados Navegg – se dividem em três tipos:

 

1 – Dados Observados

São aqueles que são observados durante a navegação do usuário, quando acessa a internet. Esse tipo de dados Navegg possui três subclassificações:

1.1 Aqueles que são imutáveis. Por exemplo:

  • tecnologia utilizada (dispositivo, sistema operacional, navegador)
  • tipo de conexão

1.2 Aqueles que se constroem com base na afinidade que um internauta tem com um tema. Por exemplo:

  • interesses
  • afinidade com marca

1.3 Aqueles que são temporários pois estão relacionados a um desejo ou necessidade momentânea, ou seja, que extinguirá no momento em que a compra seja concluída. Por exemplo:

  • intenção de compra

 

2 – Dados Inferidos

Nem todos os dados podem ser observados. Os dados demográficos são um exemplo disso e são fornecidos em cadastros por, em média, apenas 7% dos usuários. Para não depender dessa forma limitada de captação de dados, é possível inferi-los por meio de uma análise do comportamento de navegação dos internautas. Para realizar essa inferência, a Navegg possui um algoritmo proprietário que é alimentado por cada  categoria de conteúdo visitado pelo usuário.

Por exemplo: Pessoas que acessam conteúdos de esportes são majoritariamente homens, de 35 a 59 anos. Por outro lado, pessoas que compram acessórios para carros pela internet são homens, na faixa de 18 a 59 anos, em sua maioria. Já quem acessa notícias sobre economia normalmente tem mais de 35 anos é da classe AB.

 

navegg-dados-2018

 

Após analisar o comportamento de navegação acumulado de um usuário, o algoritmo de inferência pondera cada um dos conteúdos e seus padrões demográficos e determina – com um grau elevado de assertividade – qual o perfil provável desse usuário. No exemplo dado, seria um homem, entre 35 e 59 anos, da classe AB. É importante dizer que os padrões  demográficos associados a cada contéudo são baseados em pesquisas de mercado de terceiros, que têm como metodologia painéis de usuários registrados.

Nesse tópico, se enquadram os seguintes critérios:

  • gênero
  • faixa etária
  • classe social
  • estado civil
  • escolaridade
  • área de atuação

 

3 – Dados Comportamentais

É uma mescla dos dados observados com os dados inferidos somada a uma camada de análise comportamental. Analisando esses dados Navegg, criamos duas metodologias:

  • Navegg EveryOne – oito grupos homogêneos em relação ao comportamento a partir de respostas dos internautas aos estímulos racionais ou emocionais associados ao poder de consumo, ambos sobrepostos às metodologias psicossociais clássicas, como a Pirâmide de Maslow e a Curva de Adoção.
  • Navegg EveryBuyer – Para desenvolver essa metodologia, a Navegg identificou fatores que influenciam uma compra. Tais como, poder aquisitivo, fator emocional, qualidade de vida, conhecimento sobre o produto ou a indústria que se pretende consumir, tendência e fase da vida.Com essas informações, descobriu que esses fatores influenciam o comportamento de compra diferentemente em cada uma das 13 indústrias do mercado.

Leia também

Sobre a Lei de Proteção de Dados

Não é de hoje que a Lei de Proteção de Dados é assunto nos portais de notícia. O projeto está tramitando há seis anos [...]

2017 Gartner Hype Cycle for Digital Marketing & Advertising

Como já é tradição, vamos analisar a edição de 2017 Gartner Hype Cycle – a consultoria americana de tecnologia dedicada a analisar vários setores [...]

[Infográfico] O perfil do estudante brasileiro

A Navegg analisou seu conhecimento de mais de 400 milhões de internautas para traçar o perfil do estudante brasileiro.